Arábia Saudita vai prender quem espionar celular do cônjuge

Foto: Reprodução


Redação: Correio 24h

Arábia Saudita vai punir quem espionar o telefone do cônjuge. A pena pode chegar a até um ano de prisão e multa, segundo informou hoje (2/4) o Ministério da Informação. "As pessoas casadas que planejarem espionar a esposa ou o esposo na Arábia Saudita deverão pensar duas vezes porque a atividade poderia custar-lhes multa de 500 mil rials (cerca de R$ 440 mil), além de uma pena de um ano de prisão", afirmou o ministério em um comunicado publicado em inglês, conforme citação da agência France Prese.
Segundo a imprensa local, a pena máxima de um ano de prisão e a multa será aplicada se o marido ou a mulher enviar informações obtidas ilegalmente do celular do cônjuge. Porém, se as informações não forem usadas ou compartilhadas, a penalidade pode ser uma advertência de um juiz.
A medida faz parte de uma nova lei contra o crime cibernético que entrou em vigor na semana passada e deve, segundo as autoridades, "proteger a moralidade dos indivíduos e da sociedade e também a vida privada". No passado, a legislação saudita sobre cibercrimes havia sido muito criticada pelas organizações internacionais de defesa dos direitos humanos. Dezenas de sauditas foram condenados em virtude da antiga lei por ter difundido comentários críticos nas redes sociais.
Compartilhar no Google Plus

Sobre WEB INTERATIVA

DEIXE SEU RECADO