Ponto Novo: Agricultores, comerciantes, populares, MST e MPA realizam manifestação na barragem e ETA da Embasa


Redação: Web Interativa

Agricultores do projeto de irrigação de Ponto Novo, comerciantes, populares e membros dos movimentos sociais, MPA e MST realizam manifestação nesta quinta-feira, (07), na barragem de Ponto Novo e estação de tratamento de água da Embasa que abastecem os municípios: Ponto Novo, Filadélfia, Caldeirão Grande, Itiúba, Senhor do Bonfim, Andorinha, Jaguarari e  comunidades da cidade de Caém.
Segundo os manifestantes o abastecimento destas cidades está interrompido por tempo indeterminado até que os mesmos tenham suas reivindicações atendidas pelo governo do estado.


Com um ano e quatro meses das atividades de irrigação suspensas, os prejuízos dos produtores chegam a 100% em todas as produções, além do desemprego, populares estão deixando a cidade em busca de melhores condições, as famílias de alguns agricultores já passam dificuldades para garantir a própria alimentação.
O projeto gerava 2.600 empregos diretos e 3.900 empregos indiretos, favorecendo o aspecto socioeconômico do município e do território de identidade Piemonte Norte do Itapicuru, a barragem de Ponto encontra-se com 100% da sua capacidade.

Confira a abaixo todas reivindicações dos manifestantes.


Compartilhar no Google Plus

Sobre WEB INTERATIVA

DEIXE SEU RECADO