Sofre com artrite? Confira alguns alimentos que ajudam a diminuir as dores


iBahia

Algumas atividades que são comuns no dia a dia, como escovar os dentes ou amarrar um cadarço, podem ser bastante dolorosas para quem sofre de artrite. De acordo com o Uol, alimentos como acerola e chia podem amenizar as dores, confira:

Coloque no cardápio:

Sardinha: O ômega-3 reduz o processo inflamatório --apesar de isso não poder ser comparado com o efeito de uma droga com esse mesmo fim, por exemplo. A função protetora do nutriente desacelera um pouco a progressão da doença. Também ajuda a reduzir o mau colesterol (LDL) e os triglicerídeos, que juntos aumentam o risco de doenças cardíacas. Além da sardinha, você encontra ômega-3 em peixes como salmão, atum ou arenque.



Chia: Você não é fã de peixe, mas ainda quer os benefícios de ácidos graxos ômega-3? Experimente consumir essa semente, que é uma fonte vegetal do componente. A porção diária recomendada é de 25 gramas, o equivalente a uma colher de sobremesa. Entre as sugestões de consumo, está colocar na salada ou misturar com o iogurte, para um lanchinho da tarde saudável, por exemplo.

Acerola: Rica em vitamina C, seu consumo melhora o sistema imunológico, também reduzindo a atividade inflamatória no organismo. Os antioxidantes da acerola ainda têm o papel de combater os radicais livres (moléculas que promovem a a inflamação) no corpo. Frutas e vegetais também contêm fitoquímicos - substâncias químicas naturais encontradas em alimentos vegetais -, que podem ajudar a combater a dor e inflamação nas articulações. Experimente também outras frutas cítricas, como laranja e morango.

Grãos integrais: São ricos em carboidratos complexos, que diminuem o nível de proteína C-reativa (PCR) no sangue, um marcador de inflamação associada a doenças cardíacas. Por ter um caráter inflamatório, pacientes com doenças reumáticas costumam ter arteriosclerose, doença degenerativa que leva ao endurecimento da parede arterial. 
Alimentos para evitar:

Carnes gordas: A gordura saturada e o colesterol estão presentes em qualquer fonte animal, necessária em uma alimentação balanceada. O problema é que podem causar inflamação no organismo. Por isso, o truque está em escolher um corte magro, como patinho.

Açúcar: Seu consumo libera no corpo substâncias químicas chamadas citocinas, que iniciam o processo de inflamação. Verifique rótulos de alimentos para ingredientes que terminam em "ose", como sacarose, e fuja deles também.

Alimentos processados: Eles são a principal fonte de gorduras trans - criadas quando o hidrogênio é adicionado ao óleo vegetal para prolongar a vida útil do alimento -, que podem desencadear inflamações em todo o corpo. Além disso, o nutriente aumenta o colesterol ruim e diminui o bom.

Sal: Além de não ser muito bom para a sua pressão arterial, o excesso de sódio pode causar retenção líquida, especialmente em quem toma medicamentos esteroides. A dose máxima de sal recomendada pelo Ministério da Saúde é de 5g por dia (2.000 mg de sódio), ou cinco daqueles sachês de restaurante.
Compartilhar no Google Plus

Sobre WEB INTERATIVA

DEIXE SEU RECADO