Eleições 2018: veja as principais datas do calendário eleitoral


Agência O Globo

O primeiro turno das eleições de 2018 vai acontecer dia 7 de outubro. Até lá, o novo calendário eleitoral traz algumas novidades. Veja as principais datas da campanha e se prepare para votar para presidente, governador, senador, deputado federal e estadual.
Calendário eleitoral
  • Convenções partidárias (20 de julho e 5 de agosto)
Vão determinar quem serão os candidatos. As eleições gerais de 2018 devem ser as últimas nas quais ainda serão permitidas coligações nas eleições proporcionais (para deputado estadual e federal). Elas deverão ser definidas no período das convenções. Em 2020, a disputa para vereador já vai abolir a composição entre partidos.
  • Registro dos candidatos (15 de agosto)
Deverá ser solicitado à Justiça Eleitoral até as 19h (horário de Brasília). A substituição do nome na disputa, por sua vez, está autorizada até 20 dias antes da eleição – exceto no caso de falecimento do mesmo.
  • Começa a propaganda eleitoral (16 de agosto)
Nas ruas: Serão autorizados carros de som e minitrios apenas nas carreatas, caminhadas, passeatas, reuniões ou comícios, sempre respeitando o limite de 80 decibéis a sete metros do veículo. Os comícios para encerrar as campanhas poderão ser realizados até as 2h. Nos demais dias, devem ocorrer sempre das 8h às 24h.
Uso de outdoors: Continua vetado, estando liberadas bandeiras e mesas para distribuição de material de campanha, desde que não atrapalhem pedestres ou interfiram no trânsito.
Em veículos: Os adesivos não poderão ter mais de meio metro quadrado ou, no vidro traseiro, o tamanho máximo do para-brisa traseiro.
Na internet: A novidade fica por conta da liberação do impulsionamento de conteúdos em redes sociais, desde que contratados exclusivamente por partidos, coligações ou candidatos. O procedimento envolve o pagamento aos responsáveis pelo sistema para exibição da publicidade online.
Telemarketing: A resolução do TSE proíbe essa modalidade de propaganda.
  • Início do horário eleitoral gratuito (31 de agosto a 4 de outubro)
Rádio e televisão: Começa no fim de agosto. Em caso de segundo turno, ela será retomada na primeira sexta-feira após 7 de outubro.
O tempo de propaganda na TV e no rádio também foi reduzido para dois blocos diários de dez minutos cada para eleição majoritaria (presidente e governador) e proporcional (deputado estadual e federal). Segue proibido o uso de efeitos especiais na TV – incluindo montagens, edições, desenhos animados ou uso de computação gráfica.
Debates: As emissoras de rádio e TV passam a ser obrigadas a convidar todos os candidatos com, no mínimo, cinco parlamentares no Congresso Nacional.
Pesquisas eleitorais: Elas devem ser registradas cinco dias antes da divulgação, por seu turno.
  • Primeiro turno das eleições (7 de outubro)
  • Volta do horário eleitoral gratuito nos pleitos com segundo turno (12 de outubro)
  • Segundo turno das eleições (28 de outubro)
Compartilhar no Google Plus

Sobre WEB INTERATIVA

DEIXE SEU RECADO