Estresse no trabalho: porque acontece e como lidar

Reprodução
Redação: Catho


Qualquer profissional há de concordar que o ambiente corporativo, em sua maioria, é formado por um grande conjunto de situações ou pessoas estressantes. Um estudo realizado pela Mind, instituição de caridade inglesa que dá apoio a pessoas com problemas de saúde mental, pode confirmar essa afirmação: 34% das pessoas das entrevistadas revelou que a principal causa do estresse na vida das pessoas é o trabalho.
Se o estresse nada mais é que uma resposta do organismo quando o indivíduo se sente ameaçado ou sob pressão, um ambiente de trabalho muito competitivo, hostil ou de muita pressão é um prato cheio para que o profissional sofra desse mal e tenha seu rendimento e motivação prejudicados.

#1 Acúmulo de funções

Algumas empresas têm o quadro de colaboradores mais enxuto, seja devido à crise que assolou o Brasil nos últimos anos que acarretou na redução de funcionário ou por ser uma empresa de menor porte. Isso faz com que algumas pessoas acumulem mais funções dentro da organização.

Como lidar: Para quem está se sentindo sobrecarregado, a dica é melhorar a organização de suas tarefas. Fazer uma lista do que precisa fazer, por ordem de relevância e prioridade é uma boa saída. Outra alternativa é conversar com o líder direto, para organizar o dia a dia e discutir o melhor formato de trabalho. Paralelo a isso, no período da manhã e à tarde, é importante reservar um tempo entre 10 ou 15 minutos para tomar um café e descansar um pouco a mente.

#2 Cobrança por resultados imediatos

Cada vez mais, as empresas buscam talentos que possam entregar resultados imediatos. A cobrança por esses resultados acaba deixando o colaborador pressionado e, consequentemente, estressado.



Como lidar: Apesar da pressão, o profissional precisa entender qual seu papel na entrega dos resultados e tentar equilibrar a vida profissional com a pessoal, não deixando que essas cobranças prejudiquem sua saúde. Não levar trabalho para casa também é importante – é necessário descansar a mente e corpo.
#3 Frustrações

As frustrações dentro de uma empresa podem ser diárias: a meta não conquistada, a promoção que não veio, entre outras. Isso pode ser estressante e desgastante para o profissional.

Como lidar: O autogerenciamento é importante para aprender a lidar com as frustrações na vida pessoal e profissional, além disso, é essencial utilizar cada momento como aprendizado e criar planos de ação para situações futuras. E caso isso esteja atrapalhando o rendimento ou até mesmo influenciando de forma negativa fora do trabalho, é aconselhável conversar com familiares e amigos, ou até mesmo, procurar ajuda profissional.

#4 Falta de comunicação

Um grande problema das organizações é a falta de comunicação entre os gestores e os colaboradores, isso pode gerar uma insegurança sobre qual o melhor formato de trabalho, dúvidas sobre o que é esperado do profissional e seu futuro dentro da empresa, além de não ser bom para o clima organizacional.
Como lidar: Para vencer esse problema é necessário estabelecer uma relação de confiança dentro da empresa, além de conversar de forma transparente com superiores, pares e colegas de trabalho. Pedir um feedback periódico para o gestor, caso isso não ocorra, também é extremamente positivo.

#5 Relacionamentos interpessoais difíceis

No ambiente corporativo, e fora dele, temos de lidar com diferentes opiniões, pontos de vista e ideais, mesmo que muitas vezes a diferença seja tão grande que os relacionamentos se tornem difíceis e acabe provocando situações desagradáveis.
Como lidar: É importante trabalhar a empatia, aprender a escutar, entender que cada pessoa é diferente e aproveitar isso de forma positiva. 


Compartilhar no Google Plus

Sobre WEB INTERATIVA

DEIXE SEU RECADO