Bahia tem crescimento de doadores de órgãos, mas se mantém distante de SP, líder do ranking

Foto:Divulgação/Hospital Irmã Dulce


Redação: Varela Notícias

O estado da Bahia teve um resultado positivo no número de doações de órgãos. O índice cresceu 19,5% em relação ao mesmo período do ano passado (primeiro semestre). A informação foi divulgada pelo Ministério da Saúde, na última quinta-feira, dia 27.

Entre janeiro e junho deste ano, foram registrados 55 transplantes. Já em 2017, aconteceram 46 doações, 9 a menos que o ano anterior.

Entretanto, em relação ao ranking nacional, o estado se manteve estável; permanece em 9° lugar, com 500 transplantes a menos que o estado de São Paulo, o líder com 525 doações.

De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil teve um crescimento de 1.653, em 2017 para 1.765, este ano. O órgão com o maior número de pacientes na fila de espera é o rim. Ao todo, são 27.741 mil pessoas que aguardam pelo procedimento. Na sequência são córnea, com 10.256; fígado com 1.962 e 373 pessoas aguardando um novo coração.

Compartilhar no Google Plus

Sobre WEB INTERATIVA

DEIXE SEU RECADO