Homem tira a vida da própria namorada porque ela não o deixou ver seu WhatsApp


Um caso de violência contra a mulher chocou toda Goianira (GO), na quinta feira (30). O comerciante João Carlos dos Reis, 23 anos, foi preso por suspeita de matar a namorada, Mônica Gonzaga Bentavinne, de 22 anos, com um tiro que atingiu sua cabeça. O próprio comerciante teria contado informalmente à polícia que ele atirou na jovem porque queria ver o WhatsApp dela, mas ela teria o impedido.
O casal se conhecia há seis meses e familiares da jovem relatam que o comerciante era muito ciumento e andava armado na maior parte do tempo. O que é confirmado pelo próprio comerciante.

O suspeito ainda tentou levar a vítima para o hospital após o incidente, mas ela não resistiu e já chegou no hospital morta. João Carlos foi preso em flagrante por feminicídio, a pena varia de 12 a 30 anos de prisão.

A família está indignada com toda a situação. “Ele é um animal por ter feito isso com ela. Queremos que esse não seja só mais um caso de feminício, queremos a justiça”, disse o primo de Mônica, Gabriel Luiz Gonzaga Neto.

“Ele disse que era ciumento, pediu para ver o celular dela porque não queria que ela conversasse com mais ninguém. Ela se recusou, ele pegou a arma e deu um tiro para o alto, mas a arma falhou. Ele disse que achou que não tinha mais balas e disparou contra o rosto dela”, afirmou o delegado Bruno Costa e Silva, responsável pelo caso.

Correio 24h
Compartilhar no Google Plus

Sobre WEB INTERATIVA

DEIXE SEU RECADO