Bahia tem maior aumento de pessoas trabalhando nas ruas

Foto: Divulgação


Redação: Bahia.ba

O estado da Bahia registrou o maior aumento, em números absolutos, de pessoas que trabalham nas ruas, entre os anos de 2016 e 2017. O resultado foi revelado pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira (8).

No ano passado, o contingente de pessoas que atuavam nas ruas era de 274 mil, recorde para o estado e maior desde 2012, quando foi iniciada a série histórica.  O número também foi o segundo maior do país, abaixo apenas do total de São Paulo (284 mil pessoas).

O grupo das pessoas que atuam nas ruas no estado cresceu 26,2% no ano passado, em relação a 2016. No período de um ano, foram mais 57 mil pessoas nessa situação no estado.

O crescimento do número de pessoas trabalhando nas ruas, na Bahia, entre 2016 e 2017, se concentrou fora da capital. Salvador, que já havia registado uma forte expansão desse grupo de trabalhadores entre 2015 e 2016 (de 32 mil para 61 mil pessoas), teve uma pequena redução em 2017, para 58 mil pessoas.

Além disso, o trabalho nas ruas na Bahia cresceu proporcionalmente mais entre as mulheres do que entre os homens. O número de mulheres que tinham as ruas como local de trabalho aumentou 33,2% no estado; já o contingente masculino aumentou 22,3%.

Compartilhar no Google Plus

Sobre WEB INTERATIVA

DEIXE SEU RECADO