Na véspera da Black Friday, veja quais são os principais golpes e como evitá-los

(Foto: Vinícius Rebouças/ Varela Notícias)


Folha Press

As promoções da Black Friday, que acontece na próxima sexta-feira (23), ainda geram muita desconfiança entre os brasileiros. De acordo com pesquisa da SPC Brasil, 63,8% tem medo de ser vítima de fraudes com roubo de dados bancários ou clonagem de cartões durante o período de promoção.

Além disso, praticamente todos os entrevistados na pesquisa da SPC (87,2%) afirmaram que fazem buscas para saber a reputação da loja online antes de fazer suas compras. Segundo pesquisa do site Reclame Aqui, 49% dos brasileiros consideram as liquidações do período totalmente confiáveis.

Além das promoções maquiadas (quando a loja aumenta o preço antes do Black Friday para depois reduzi-los), os consumidores também devem ficar atentos a golpes na internet. Mensagens distribuídas por WhatsApp, que oferecem desconto em passagens aéreas, de acordo com o site Reclame Aqui, tem sido usadas para capturar o e-mail e, em seguida, dados bancários de consumidores.

A empresa de cibersegurança, Kaspersky Lab, descobriu um golpe que estava sendo disseminado pelo Facebook e também envolvia o período de promoções. Os posts de uma suposta empresa oferecia um cartão de crédito Black com baixa anuidade. Além do roubo de dados, os golpistas levavam R$ 34,90, valor que as vítimas pagavam via boleto para terem acesso ao cartão.

(Foto: Vinícius Rebouças/ Varela Notícias)


GOLPES E FRAUDES

– Não clique em links desconhecidos, mesmo os recebidos por amigos e familiares. Eles podem baixar malware em seu dispositivo ou direcioná-lo para páginas que coletam dados pessoais;
– Verifique quem é o dono do site. Encontrou um site desconhecido com ofertas tentadoras? Antes de comprar, consulte a lista do PROCON e também o Registro.br, na sessão “Whois”, que informa quem registrou o site. Golpistas geralmente usam endereços de e-mail gratuitos para registrar o domínio (Hotmail, Gmail, etc);
– Desconfie de mensagens SMS e anúncios no Facebook. Essa é a mais nova modalidade dos golpistas. Para confirmar se a oferta exibida na rede social é real, entre no site oficial do varejista e busque o produto anunciado;
– Não faça transações comerciais ou bancárias online enquanto estiver conectado a uma rede Wi-Fi pública;
– Instale em seu dispositivo uma solução de segurança que tenha tecnologias integradas para evitar fraudes financeiras.

NÃO ESQUEÇA SEUS DIREITOS

– O produto pode ser trocado se vier com defeito;
– O prazo para desistir da compra feita online é de sete dias;
– A troca do produto não é obrigatória, a não ser que a loja se comprometa. Fique de olho nas políticas de trocas dos e-commmerces;
– Se houve atraso na entrega do produto, o cliente deve exigir seu direito, o ressarcimento do dinheiro pago ou a substituição do produto;
– Código de defesa do consumidor não é válido do caso de compras feitas diretamente de pessoas físicas.

Compartilhar no Google Plus

Sobre WEB INTERATIVA

DEIXE SEU RECADO