Mãe e padrasto são suspeitos de ocultar corpo de menina de 10 anos

Foto: Reprodução


Agência O Globo

O corpo de uma menina de 10 anos foi encontrado, nesta segunda-feira, dentro de uma mala num terreno próximo à casa do padrasto dela em Barra do Piraí (RJ). Ele é considerado suspeito pela ocultação do cadáver, mas a Polícia Civil do Rio também apura se a mãe da criança está envolvida nesse mesmo crime. O casal ainda não foi localizado.

A vítima, identificada como Júlia Laport Quintanilha, tinha sido dada como desaparecida no último sábado, quando foi instaurado um inquérito policial.

Segundo o delegado Wellington Vieira, da 88ª DP (Barra do Piraí), a polícia trabalha com a hipótese de que a mãe e o padrasto de Júlia tenham participado da ocultação do corpo, que foi enviado ao Instituto Médico Legal (IML) para realização de necropsia nesta terça-feira. O corpo da criança foi esquartejado.

— A mãe e o padrasto são suspeitos pelo menos de ocultação do corpo — afirmou o delegado, frisando que não necessariamente eles sejam os responsáveis pela morte de Júlia.

A menina sofria de uma doença mental, segundo sua família. Nas redes sociais, parentes da criança mostram-se indignados diante de sua morte.

"Estou de luto pela minha netinha", disse a avó em uma publicação no Facebook, ao publicar uma foto da menina ainda pequena.

"Essa mulher que não pode nem ser chamada de mãe", afirmou outra pessoa.

Compartilhar no Google Plus

Sobre WEB INTERATIVA

0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE SEU RECADO