Dez dias após jovem ser morta a facadas, namorado segue foragido na Bahia

Foto: Arquivo Pessoal

O jovem suspeito de matar a namorada a facadas, no dia 12 de julho, em Mata de São João, região metropolitana de Salvador, segue foragido nesta segunda-feira (22), 10 dias dias após o crime.

Alessandro Santos, suspeito de matar a namorada de 22 anos, em Mata de São João, na Bahia — Foto: Arquivo Pessoal

Alessandro Souza dos Santos, de 25 anos, é considerado foragido da Justiça. Ele atacou a facadas Daiane Oliveira Mota, de 22 anos, dentro da própria casa onde morava com a família. De acordo com um dos primos e padrinho da vítima, um cunhado de Alessandro chegou a encontrá-lo com a faca do crime nas mãos.

O caso é investigado na Delegacia Territorial (DT) de Mata de São João como feminicídio. "No sábado [dia seguinte ao crime] representamos pela [prisão] preventiva e, no domingo, a Justiça decretou a prisão", disse o delegado Euvaldo Costa, que investiga o caso.

Amigos e familiares de Daiane se reuniram na manhã desta segunda-feira, para pedir justiça. O grupo exibiu cartazes e fotos de Alessandro e de Daiane.
Daiane Mota foi atacada com golpes de faca, na casa do namorado, no bairro Amado Bahia, em Mata de São João. Ela recebeu duas facadas na região do pescoço. A jovem morreu no local.

O crime ocorreu após a vítima chegar do trabalho. Alessandro foi pegá-la em casa e, juntos, eles seguiram para a residência do suspeito. No local, o homem a trancou no quarto e a atacou.

Após o crime, Alessandro fugiu. O enterro de Daiane ocorreu no dia 13 de julho, em Mata de São João.

Daiane trabalhava como aprendiz de logística, era técnica em mecânica e estudava para conquistar uma vaga no curso de engenharia ou administração.

G1/BA

Sobre Web Interativa

WEB INTERATIVA - PORTAL DE NOTÍCIAS - Redacao@interativapn.com

0 comentários:

Postar um comentário