Rompimento de Barragem na Bahia: mais de 500 pessoas estão desabrigadas

Foto: Studio Júnior Nascimento

Mais de 500 pessoas estão desabrigadas na cidade de Coronel João Sá após uma barragem de romper no povoado de Quatia, pertencente ao município de Pedro Alexandre (BA), manhã desta quinta-feira (11). A cidade fica localizada a 45 km do local do incidente e a ponte de 10 metros de altura ficou submersa após a água e a lama invadir o município. Não há feridos.

Em entrevista à TV Bahia na manhã desta sexta-feira (12), o prefeito de Coronel João Sá, Carlinhos Sobral, os moradores forma avisados sobre o transbordamento da barragem às 8h. Toda a equipe da prefeitura se mobilizou para retirar a pessoas das suas casas para levá-las para um local seguro. 

"No início, as pessoas não quiseram sair das casas porque acharam que isso era mentira, pois isso nunca aconteceu aqui na cidade. Mas, no horário que a água invadiu a cidade, todas as pessoas já tinha ido para os abrigos ou casas de parentes e ninguém ficou ferido", explicou à TV Bahia.

Sobre o prejuízo material, o prefeito disse que está aguardando a água baixar para avaliar o que foi perdido. "Ainda não sabemos como está a estrutra da ponte, pois ela foi invadida pela água e estamos esperando a Defesa Civil do Estado da Bahia para analisar a estrutura. Além disso, a água invadiu a escola com computadores, documentos, carteiras, etc. Mas, o principal, a vida das moradores, está salva. Isso é o mais importante", explicou.

Ajuda dos bombeiros

Quarenta e oito bombeiros militares da Bahia já estão nos municípios de Coronel João Sá e Pedro Alexandre. A tropa atua no resgate às pessoas que estão desalojadas ou desabrigadas, após enchente. As equipes, compostas também por mergulhadores, fazem buscas nas áreas atingidas. 

Cinco caminhonetes 4x4, um microônibus, botes, boias, coletes, roupas de neoprene e cordas fazem parte do material levado para os locais atingidos.

"Estamos atuando com força total, dando suporte à população. Ficaremos com efetivo reforçado na região por tempo indeterminado", informou o comandante-geral do CBMBA, coronel BM Francisco Telles.

Cidade de Pedro Alexandre decreta situação de emergência

A prefeitura da cidade de Pedro Alexandre, localizada a cerca de 435 km da capital baiana, decretou situação de emergência e calamidade pública após uma barragem no povoado de Quati ter transbordado. O governador Rui Costa anunciou que irá visitar as cidades de Coronel João Sá e Pedro Alexandre Pedro na manhã desta sexta-feira (12) para prestar solidariedade.

No documento publicado no Diário Oficial de Pedro Alexandre, o prefeito Pedro Gomes Filho afirmou que a situação de emergência foi decretada em virtude das fortes chuvas vivenciadas no município desde 7 de julho de 2019. "O enorme volume de água que atingiu o município causou inundações, enxurradas e alagamentos".

A prefeitura explicou ainda que a inundação causou danos materiais, humanos e ambientais, além dos prejuízos de lesão ao patrimônio público e particular."Danos materiais em residências, vias públicas, pontes e equipamentos públicos diversos. No momento, é impossível transitar por diversas estradas de Pedro Alexandre".
Foto: Divulgação/PRF

Com o decreto, a prefeitura autorizou a mobilização de todos os órgãos municipais para atuarem em resposta ao desastre e reabilitação do cenário de reconstrução e obstrução das inundações. Em caso de risco iminente, agentes da prefeitura estão autorizados para prestar socorro ou determinar evacuação de residências e estabelecimentos.  

Em nota, o governo da Bahia informou que já entrou em contato com os prefeitos das duas cidades afetadas para colocar a estrutura do Estado à disposição. Já foram enviados para a região efetivos do Corpo de Bombeiros, técnicos da Defesa Civil Estadual, do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema). 

O governador Rui Costa informou também que serão enviados mantimentos e água mineral para a cidade de Coronel João Sá.

iBahia

Sobre Web Interativa

WEB INTERATIVA - PORTAL DE NOTÍCIAS - Redacao@interativapn.com

0 comentários:

Postar um comentário