Suspeito de desviar dinheiro do tratamento do filho iria abrir prostíbulo na Bahia

Foto: reprodução/redes sociais

homem suspeito de desviar cerca de R$ 600 mil que foram arrecadados para o tratamento do filho dele iria utilizar o dinheiro para abrir um prostíbulo em Salvador. Segundo informações da Polícia Civil de Minas Gerais, Mateus Henrique Leroy Alves, 37 anos, tinha a pretensão de usar o dinheiro para gerenciar garotas de programa. O homem foi detido na capital baiana em 22 de julho e em seguida foi transferido para MG.

O filho de Mateus, João Miguel, de 1 ano e 7 meses, luta contra uma doença rara chamada Atrofia Muscular Espinhal (AME). A campanha para ajudar com os custos dos medicamentos da criança foi criada nas redes sociais e em um ano e meio arrecadou mais de R$ 1 milhão.

Conforme as investigações, o homem estaria utilizando parte do dinheiro doado ao filho para bancar uma vida de luxo, com a compra de perfumes caros, roupas de grife, festas, bebidas e drogas. Ele foi denunciado pela mulher dele, Karine Rodrigues, que passou a suspeitar das atitudes do marido.

Varela Notícias

Sobre Web Interativa

WEB INTERATIVA - PORTAL DE NOTÍCIAS - Redacao@interativapn.com

0 comentários:

Postar um comentário