Caldeirão Grande sediou plenária do CODETER/TIPNI



Os ventos sopram para o semiárido brasileiro com a força de um povo guerreiro, que faz da luta a fermenta para que o desvalimento chegue ligeiro, em cada canto, cada território, município e terreiro.



Antes era uma terra desprezada, com imagem de seca com cabeças de vacas mortas, gente feia e um triste pé de mandacaru, uma imagem preconceituosa criada pela mídia do Sul. Hoje somos povo organizado, com belas descobertas e a melhor água que banha o território Piemonte norte do Itapicuru.



Chamada de Plenárias Territoriais, culto sagrado da discussão, onde homens e mulheres planejam e fazem avaliação determinando o que está dando certo ou não, sempre com respeito a cada ponto de vista ou opinião, assim foi mais uma de tantas, que aconteceu na cidade de Caldeirão.

Mostrando vídeo sobre as nascentes do Itapicuru e fazendo análise de conjuntura política com o poeta e agricultor Juju, tudo no caminho da sustentabilidade ambiental e fazendo um mundo mais justo, fraterno e igual.

Regularização fundiária e marco regulatório foi pauta importante para as nossas associações seguirem avante, sempre com seus sócios firmem e confiantes. A reunião teve importante discussão sobre a importância da comunicação, onde devemos levar de forma clara a nossa realização e ali foi mostrado o coletivo da rede EDUCOMUNICAÇÃO.

Hoje o pro-semiárido é carro chefe do desenvolvimento rural, apoiando as cadeias produtivas existentes por aqui, tem muita coisa boa até cerveja de licuri. A minha carta é curta e minhas letras cegam ao fim, levando notícias do Piemonte Norte banhado pelas águas doces do nosso Rio Aipim.

Por Juju Mangabeira DRT 6341

Sobre Web Interativa

WEB INTERATIVA - PORTAL DE NOTÍCIAS - Redacao@interativapn.com

0 comentários:

Postar um comentário