Isolamento pode durar até 2022, dizem pesquisadores de Harvard

Foto: Agência Brasil


Um estudo feito por pesquisadores da Universidade Harvard, nos Estados Unidos, aponta que o isolamento pela Covid-19 pode durar até 2022. A pesquisa foi divulgada nesta terça-feira (14).

De acordo com os cientistas, o confinamento pode durar por mais tempo que o esperado caso algumas medidas não sejam tomadas, como, por exemplo, a instalação de novos leitos para atender os pacientes e uma vacina ou medicação que seja capaz de destruir o vírus ou, pelo menos, cortar pela metade a proporção de infectados que precisam ser internados. Enquanto isso, o período de isolamento deve durar até meados 2021, podendo se estender até 2022.

Ainda segundo os pesquisadores, o distanciamento social precisa continuar para que não haja uma superlotação em UTIs. Com a capacidade de hoje, estima-se que a pandemia dure até 2022, caso não haja um colapso no sistema de saúde.

Os estudiosos também afirmam que, mesmo que a população consiga controlar a propagação da doença e eliminar o vírus, autoridades ainda precisarão monitorar constantemente o novo coronavírus até 2024.

Se a imunidade das pessoas for permanente, a Covid-19 poderá desaparecer por cinco anos ou mais, ou seja, a partir do final de 2025, mas caso a imunidade durar apenas um ano, que é o caso de outros tipos de coronavírus, é provável que ocorra um ciclo anual do surto.

Redação: Varela Notícias

Sobre Web Interativa

WEB INTERATIVA - PORTAL DE NOTÍCIAS - Redacao@interativapn.com

0 comentários:

Postar um comentário

reverse_time-href="https://www.interativapn.com/" data-numposts="5" data-width="">