Coronavírus: país impõe multa e três anos de cadeia para quem sair sem máscara na rua


O Catar vem registrando a maior taxa de infecção pelo novo coronavírus entre as nações do Oriente Médio, por isso as autoridades decidiram endurecer as restrições, visando barrar o avanço da doença.
Diante deste cenário, ficou decidido que as pessoas que não usarem máscara ao sair de casa no Catar a partir deste domingo, dia 17, poderão ser presos por até 3 anos e ainda levar uma multa de até R$ 320 mil.
Com restrições tão severas, o Catar espera conseguir reduzir o número de infectados. Esta decisão foi tomada pelo Ministério do Interior e somente quem está no carro, sem acompanhante, poderá ficar sem a máscara.
Ainda segundo as autoridades, tudo será feito para que esta determinação seja cumprida e os infratores serão punidos porque só assim será possível tentar reduzir a taxa de contágio. Só nestes últimos dias o Catar registrou um aumento de 30.972 novos casos confirmados.
A população do Catar é de quase 3 milhões de pessoas e o país está no too dos países árabes do Golpe Pérsico e também do Oriente Médio com maior taxa de infecção. Cerca de 1% da população já está com a Covid-19.
As escolas, universidades, mesquitas e até centros culturais se encontram fechados desde o mês de março para evitar aglomerações. A construção civil também parou por tempo indeterminado e só deve voltar quando a situação melhorar.
O Ministério do Interior admitiu que durante o mês sagrado muçulmano do Ramadã é difícil manter o distanciamento social por causa das reuniões familiares, mas as autoridades estão pedindo que os cidadãos denunciem quem violar tais medidas preventivas.
1News

Sobre Web Interativa

WEB INTERATIVA - PORTAL DE NOTÍCIAS - Redacao@interativapn.com

0 comentários:

Postar um comentário

reverse_time-href="https://www.interativapn.com/" data-numposts="5" data-width="">