Hidroxicloroquina mostra eficácia contra a Covid-19 em macacos, mas não em humanos; diz estudo


Um estudo publicado nesta quarta-feira (22) na revista Nature aponta que a hidroxicloroquina desenvolveu algum efeito antiviral no organismo de macacos infectados com o novo coronavírus. No entanto, o efeito não foi observado em humanos.
De acordo com o portal Viva Bem, do Uol, os cientistas afirmaram que “a hidroxicloroquina mostrou atividade antiviral em células renais do macaco verde africano, mas não em um modelo de epitélio das vias aéreas humanas reconstituído”.
Para chegar a esse resultado, os pesquisadores tiveram que utilizar diversas estratégias, como administrar a hidroxicloroquina junto com a azitromicina. Quando usado de forma isolada ou como profilaxia, não teve resposta eficaz nem em macacos. 
“Nossos resultados não apoiam o uso de hidroxicloroquina, isoladamente ou em combinação com azitromicina, como tratamento antiviral para a covid-19 em humanos”, escreveram os cientistas.
O estudo foi fruto de uma parceria entre as universidades de Paris e Aix Marselha. Também participaram o Instituto Pasteur e o Centro Nacional de Referência de Vírus das Infecções Respiratórias da França. 
Bahia Notícias

Sobre Web Interativa

WEB INTERATIVA - PORTAL DE NOTÍCIAS - Redacao@interativapn.com

0 comentários:

Postar um comentário

reverse_time-href="https://www.interativapn.com/" data-numposts="5" data-width="">