Web Interativa - O portal de notícias da Bahia

Saxofonista baiano cria “bolha plástica” para se apresentar nas ruas durante pandemia

Foto: Repdoução Redes Sociais

Natural da cidade baiana de Ubaíra, a cerca de 270 km de Salvador, o saxofonista Delmar Teixeira, 39, tem chamado a atenção da população capital ao tocar o instrumento de uma forma inusitada.

Devido a pandemia do novo coronavírus, o artista vem usando uma espécie de bolha de plástico como “cabine musical” para evitar a contaminação com a Covid-19 durante o trabalho.

Músico há 15 anos, Teixeira informou ao UOL que já tocou profissionalmente em um banda e que teve a ideia de criar a “cabine musical” após entrar no quarto mês de isolamento social sem uma fonte de renda após as coisas em casa começar a apertar para a ele, o filho e a esposa, que está grávida. 

Segundo o saxofonista, o utensílio desenvolvido para se apresentar foi criado há oito meses e para a confecção do material foram necessários utilizar tubos de PVC, madeira e plástico. A engenhoca do artista conta com suporte para celular e para máscara de proteção.

Em junho do ano passado, Teixeira perdeu uma prima de 30 anos para a Covid-19. Segundo ele, foram “20 dias de grande sofrimento para a família”.

Autodidata, o instrumentista tem em seu repertório nomes famosos do Jazz norte-americano como Eric Marienthal, James Carter e John Coltrane (1926-1967) e afirma que durante as apresentações não dispensa o uso do álcool em gel.

Varela Notícias

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

 

Web Interativa - O portal de notícias da Bahia