Web Interativa - O portal de notícias da Bahia

Jovem de Sr. do Bonfim, dos pés plantados no chão das Escolas Públicas do Sertão, rumo à Califórnia nos Estados Unidos

Do interior, pés plantados no chão das Escolas Públicas do Sertão, rumo à Califórnia.

Estamos falando de Darlei Pereira da Silva, bonfinense nascido e criado no Povoado de Várzea do Mulato, sempre acompanhado pela família, venceu todos os obstáculos por acreditar na Educação. Filho de Jucilene Alves da Silva e Adailton Pereira da Silva, viu muitas vezes, sua mãe reunir toda comunidade para limpar a estrada que dava acesso à Escola, para que o transporte pudesse passar e assim Darlei, seus irmãos e colegas pudessem estudar.

Sua trajetória na Escola Pública inicia na Escola Municipal de Várzea do Mulato e continua na Escola Municipal de Passagem Velha, passando pelo Colégio Estadual Senhor do Bonfim e chegando à Universidade Federal do Vale do São Francisco. Graduado em Geografia e agora estudante do Curso de Engenharia da Computação, confessou que sua acessibilidade às tecnologias digitais nunca foi fácil, estudou na maior parte sem acesso à internet, isso não foi desculpa para que hoje pudesse comemorar, através de seu projeto E+CS=-D (Educação + Cuidados da Saúde = – Doenças), “basicamente um aplicativo que junta jogos e conteúdos educacionais, com fim de mobilizar e ensinar pessoas a combaterem doenças”, diz Darlei.

Entre os seis ganhadores do Concurso proporcionado pelo Instituto Claro que está na sua 9ª edição do Campus Mobile e por sempre ter acreditado na Educação, dedicando-se incansavelmente aos estudos é que Darlei fará uma experiência no Vale do Silício (Califórnia).

Que a história de Darlei sirva de inspiração e estímulo aos estudantes, que todos percebam como a Educação é impactante na vida de todo cidadão.

Ficam aqui as palavras de agradecimento, desse menino de ouro, um estudante nato: “Agradeço muito aos meus pais (ambos não tiveram oportunidade de estudar) e minhas irmãs (Laís e Ana Kelly) que me apoiaram bastante. Sou muito grato aos professores que me ajudaram nessa jornada e me apoiaram mesmo quando ninguém acreditava. Agradeço também à Escola Branca de Neve (Jaguarari) e as professoras Rozí, Adriana e Erivânia, pessoas fundamentais para aplicação dos testes do aplicativo. Agradeço a Secretaria de Educação de Senhor do Bonfim através da Secretária de Educação Lourinalva Coelho pelo grande apoio, especialmente aos servidores Alexandre, Luzane, Ademaria, Pabiana e Márcia. Binho, amigo do meu povoado e Viviane e Thayane, apoio através de empresas privadas.

Semed

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

 

Web Interativa - O portal de notícias da Bahia