Web Interativa - O portal de notícias da Bahia

Após chuva na Bahia cidades decretam situação de emergência ou calamidade

 

Após chuvas intensas, quatro cidades baianas decretaram situação de emergência ou estado de calamidade pública nesta semana. São elas: Maragogipe, Ruy Barbosa, Santaluz e Itaberaba.

A situação de emergência é definida como uma “situação anormal, provocada por desastres” e que compromete parcialmente a capacidade de resposta do poder público local. O caso pode requerer ajuda financeira ou reforço policial, deslocado de regiões vizinhas sob o comando da União.

Já o estado de calamidade pública é considerado mais grave que a situação de emergência. Ele pode ser decretado quando o desastre é grande o suficiente para comprometer totalmente a capacidade de resposta do poder público local. Nestes casos, a União pode definir a intervenção da Força Nacional para auxiliar no controle de danos.

 

Maragogipe

 

A prefeitura de Maragogipe, no recôncavo baiano, decretou situação de emergência no dia 7 de novembro. Segundo a gestão municipal, a decisão foi tomada em virtude de enxurradas, elevação do nível dos rios e riachos, destruição de estradas vicinais, pontes e passarelas, provocando alagamentos e danificando imóveis, ocasionados principalmente pela tromba d’água no sábado (6).

Pelo menos 28 famílias ficaram desalojadas e as aulas foram suspensas em colégios do município até a última quarta-feira (10). Maragogipe tem cerca de 45 mil habitantes e mais da metade das pessoas vivem na linha da pobreza ou abaixo dela.

Além de danos na rede de energia, a chuva provocou interrupção no fornecimento de água no município. O rio que corta a cidade transbordou e a força da água destruiu a linha de distribuição da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa). Com a inundação do rio, a praça no bairro Palmeiras ficou submersa.

Segundo o prefeito Valcínio Armede, prefeituras de cidades vizinhas enviaram pessoas para auxiliar os trabalhos no município.

Imagens feitas por moradores mostram agentes da prefeitura e pessoas da cidade quebrando parte das portas de imóveis para dar vazão à água no interior das casas. Outras, mostram pessoas caminhando em meio ao alagamento, com volume de água na na altura da coxa.

 

Ruy Barbosa

A cidade de Ruy Barbosa, a cerca de 320 quilômetros de Salvador, decretou situação de emergência por causa da chuva na segunda-feira (8). De acordo com a prefeitura, no domingo (7) choveu 180mm em um período de 3h, o que gerou prejuízos para centenas de famílias. Com isso, alagamentos foram registrados no município, além de trovões e raios.

No domingo, Nilzete Suzarte Lealde, de 62 anos, desapareceu enquanto tentava atravessar uma ponte. De acordo com o a família, o corpo foi encontrado na terça-feira (9).

 

Santaluz

O município de Santaluz, que fica a cerca de 275 km de Salvador, decretou situação de calamidade pública por causa das fortes chuvas que têm caído nos últimos dias. Cerca de 30 famílias ficaram desabrigadas e foram colocadas em creches preventivamente.

Por causa do volume de água gerado pelos temporais, o açude da Tapera, que fica às margens da BA-120 transbordou e atingiu vários imóveis. De acordo com os moradores, isso não acontecia há 10 anos.

Segundo a prefeitura, as famílias estão recendo apoio psicológico, alimentação e atendimento com assistentes sociais nos abrigos provisórios.

 

Itaberaba

A prefeitura de Itaberaba decretou, nesta quinta-feira (11), situação de emergência por causa das fortes chuvas registradas na cidade. Em apenas dois dias, choveu o equivalente a um mês: 300mm, o que causou uma devastação em diversos pontos da cidade.

Além dos alagamentos nas ruas, a chuva forte danificou estradas, buracos se formaram na via, telhados de casas caíram, muros desabaram e muitas casas foram invadidas pela água.

 

Redação: G1

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

 

Web Interativa - O portal de notícias da Bahia