Web Interativa - O portal de notícias da Bahia

Caminhoneiros vão receber R$ 2 mil de auxílio em agosto

Foto: Reprodução

 Os caminhoneiros devem receber R$ 2 mil em 9 de agosto, referentes às duas primeiras parcelas do auxílio para motoristas de caminhão. O valor faz parte da PEC dos benefícios, promulgada em 14 de julho.


Como não houve tempo de o governo fazer o pagamento da primeira parcela ainda em julho, o benefício será dobrado este mês. Ao todo, serão seis parcelas pagas até dezembro deste ano. O pagamento das outras quatro parcelas está previsto para acontecer em 24 de setembro, 22 de outubro, 26 de novembro e 17 de dezembro.


Para os caminhoneiros, a proposta libera R$ 5,4 bilhões para o pagamento de um voucher de R$ 1 mil. Poderão receber o dinheiro os motoristas que estavam cadastrados no Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas até o dia 31 de maio.


O benefício será pago para cada transportador autônomo, independentemente da quantidade de veículos que cada um possa ter. Para receber o valor, o motorista deve estar com a  Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e o CPF válidos.


Taxistas


A partir desta segunda-feira (25), os taxistas de todo o Brasil podem ser cadastrados pelos municípios para receberem seu benefício também definido na PEC.


As orientações para a inserção dos dados e demais informações sobre o pagamento do BEm-Taxista estão neste endereço. O sistema ficará aberto para receber os cadastros até 31 de julho.


Às prefeituras que não conseguirem atender o primeiro prazo, será concedida nova oportunidade ainda no mês agosto. O sistema estará aberto novamente no período de 5 a 15 de agosto.


A previsão é pagar até seis parcelas de até R$ 1 mil cada, observados a quantidade de taxistas elegíveis e o limite global disponível para o pagamento do auxílio.


O primeiro pagamento será em 16 de agosto e deverá contemplar duas parcelas, referentes aos meses de julho e agosto. Já o pagamento dos taxistas incluídos na segunda etapa está previsto para o dia 30 de agosto.


Para esta modalidade, todos os municípios vão passar os dados dos profissionais com permissão para prestação do serviço. São R$ 2 bilhões para bancar esse auxílio, que deve ficar em R$ 200 reais, segundo o Ministério da Cidadania.


Com informações da Agência Brasil

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Web Interativa - O portal de notícias da Bahia
Web Interativa - O portal de notícias da Bahia
Web Interativa - O portal de notícias da Bahia
Web Interativa - O portal de notícias da Bahia