Web Interativa - O portal de notícias da Bahia

Advogada acusada de matar a própria mãe é presa

Foto: Reprodução

 A advogada Juliana Cavalcante Soriano de Mello foi presa nesta sexta-feira (14), ela é acusada de matar a própria mãe, Arlene Giugni da Silva, com a ajuda do irmão Leonardo Giugni Bahia. O crime ocorreu em janeiro deste ano no apartamento em que a família residia, em Belém do Pará.


Segundo a Polícia Civil informou ao G1, a suspeita prestou depoimento na Divisão de Homicídios, em Belém, e depois foi encaminhada ao sistema penitenciário.


 A defesa de Juliana Giugni afirma que vai provar na Justiça que ela não é autora do crime.


Inicialmente, o filho da vítima, Leonardo Felipe Giugni Bahia, foi denunciado como autor do assassinato e por tentativa de assassinato da irmã. Porém, após novas perícias, o promotor Franklin Lobato Prado concluiu que o feminicídio contra a mãe foi praticado por Juliana, sendo seu irmão o coautor.


Relembre o caso


Em 18 de janeiro deste ano, o advogado Leonardo Felipe Giuni Bahia foi preso suspeito de matar a própria mãe a facadas dentro do apartamento da família, no bairro Batista Campos, em Belém.


Na época, a Polícia Civil falou em surto psicótico, já que o acusado disse não lembrar do que havia acontecido, apesar de ter confessado o crime.


Leonardo também foi acusado de ferir a irmã na mão e na perna. Ele mesmo chamou a Polícia e se entregou.


Em junho deste ano, a Promotoria de Justiça de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher do MPPA concluiu que ficou comprovado que o feminicídio contra a mãe foi praticado pela irmã do advogado, Juliana Giuni Cavalcante Soriano de Mello. Já o irmão foi apontado como co-autor.


Fonte: Notícia ao Minuto 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Web Interativa - O portal de notícias da Bahia
Web Interativa - O portal de notícias da Bahia
Web Interativa - O portal de notícias da Bahia
Web Interativa - O portal de notícias da Bahia