Economia de água: Confira mitos e verdades para saber como fazer sua parte


Especial de Conteúdo/iBahia

Antes de fazer nossa parte e começar a economizar água – para ajudar tanto o planeta quanto o próprio bolso – é preciso filtrar o que é verdade e mentira em relação ao tema.  Será que as dicas caseiras funcionam? Dá para reaproveitar qualquer tipo de água? Economizar requer sacrifícios? Tire essas e outras dúvidas abaixo:

Colocar garrafa na descarga ajuda na economia de água. Verdade!

Parece estranho, mas é verdade. Basta encher uma garrafa pet com água e colocar em uma das laterais da descarga e pronto. Isso ajuda porque a quantidade de água usada na descarga será menor e mesmo assim tudo funcionará normalmente.

Copos com água podem auxiliar na hora de descobrir vazamentos. Verdade!

Para testar, feche o registro de água após o hidrômetro. Em seguida, abra uma torneira do tanque ou jardim e espere a água parar de correr.  Depois, coloque um copo cheio de água na boca da torneira.  Se a água do copo for sugada é sinal de que há vazamento na rede interna do imóvel.

Toda água pode ser reutilizada. Mito!

É possível sim reaproveitar água, mas é preciso ter em mente que nem todo tipo de água é ideal para determinada coisa. A água da chuva, por exemplo, não é potável, então não é própria para banho, para higienizar frutas e verduras ou para beber. A água da chuva pode ser usada para lavar carros ou calçadas e regar as plantas, por exemplo.
Talco ajuda na identificação de vazamentos. Verdade!
Jogue talco no vaso sanitário e observe. Se ele desaparecer é sinal de que há vazamento na válvula ou caixa de descarga.

Demorar mais tempo no banho não faz tanta diferença. Mito!

Ficar embaixo do chuveiro por muito tempo desperdiça de 95 a 180 litros de água. Um banho de 5 minutos é considerado ideal para a economia de água e o suficiente para sair do chuveiro limpinho!
Compartilhar no Google Plus

Sobre WEB INTERATIVA

DEIXE SEU RECADO